Acerca de mim

A minha foto
Coimbra, Portugal
48 anos; Professor do 1ºCEB na EB1 de Almalaguês do Agrupamento de Escolas de Ceira; DESE em Administração Escolar; Mestrado em Família e Sistemas Sociais; Escritor de Literatura Infantil; Preferências: Música e Cinema

sábado, 5 de junho de 2010




Decorreu com sucesso, no dia 1 de Junho na EB1 de Almalaguês, a apresentação do terceiro livro do escritor António Soares "Poesias da minha escola... a preto e branco". A sessão decorreu no âmbito do Dia Mundial da Criança na Biblioteca da Escola perante todos os alunos da escola, professores, funcionários e as presenças informais do Presidente da Junta de Almalaguês, Victor Costa, e do Presidente da Associação de Pais, o Sr. Lemos que se associaram ao evento.
As crianças gostaram do novo trabalho do autor, que é professor na escola, tendo este a participação de mais de 50% dos seus alunos quer na ilustração, quer na escrita de algumas poesias.
Para o autor esta obra não é mais do que uma cumplicidade entre a paixão de ensinar e a paixão de aprender. Este trabalho é o corolário de um trabalho profícuo e intenso desenvolvido com os alunos na área de Língua Portuguesa e que vai ao encontro dos objectivos do Plano Nacional de Leitura.

quarta-feira, 26 de maio de 2010










António Soares

Professor do 1ºCEB na EB1 de Almalaguês, Coimbra, Especializado em Administração Escolar e Mestre em Família e Sistemas Sociais, iniciou a actividade de escritor de Literatura Infantil em 2009 com a publicação dos contos “Os Sonhos de Isabella” e “Isabella e o livro misterioso” que procuram transmitir os valores da amizade e da partilha e a importância de ler.“Poesias da minha escola... a preto e branco” é o terceiro trabalho do escritor que procura salientar a importância, de uma forma poética, dos primeiros anos de escola na construção pesssoal e social de uma criança. Neste trabalho a paixão por ensinar e aprender encontram-se de mãos dadas com algumas belas poesias do escritor e de alguns dos seus alunos.

Sessão de Apresentação, do livro, dia 01 de Junho de 2010 (Dia da Criança), pelas 14.30h na EB1 de Almalaguês. Coimbra.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

O ciclo da água...

Vamos conhecer de uma forma divertida o ciclo da água e as várias formas como a água se apresenta: líquido, gasoso e sólido



video

Vamos reciclar e poupar água...

Vamos contribuir para um Planeta melhor e mais saudável...está nas nossas mãos mudar os nossos comportamentos reciclando e poupando água para um futuro melhor para as gerações futuras...Mãos à obra. video video

Área Projecto - Energias Renováveis

O tema da Área Projecto da turma do 4º ano da EB1 de Almalaguês 2009/2010 são as Energias Renováveis que cada vez mais tem um papel importantíssimo para a uma vida com qualidade no Planeta Terra. Melhor do que as palavras o vídeo que se segue é esclarecedor da sua importância... video

Composição sobre o Teatro...



Vamos ao Teatro

No dia 29 de Janeiro fui ver um teatro chamado “Os sonhos de Isabella”, e foram as minhas colegas de turma que o fizeram, esse texto foi tirado de um livro que o meu professor escreveu, e está muito giro .

Foi na minha escola que elas apresentaram , elas são um máximo ,impressionantes ,espectaculares e brilhantes não tem vergonha e representam muito bem.

Elas quando forem grandes vão ser umas óptimas actrizes, e depois podem entrar nos Morangos com Açúcar ou noutras novelas .

Eu adorei o teatro e deviam ir para uma escola dramática,mas daquelas mesmo boas .

Tiveram muito trabalho, sem a ajuda do professor, isso conta para a nota.

Elas tem muito carisma e fazem gestos.

Isso é que é preciso para uma actriz .

Nome das actrizes: Cristiana; Bárbara ;Ana Gabriela;Joana;Adriana;Alexandra;Alice;Carolina.

Bruna Paiva

Composições do PNL



Plano Nacional de Leitura - Composição

“O sermão de Santo António aos peixes” do Padre António Vieira.

Há muito tempo atrás, existiu uma pessoa muito interessada com todos.Era habitante de uma aldeia encantadora. Essa tal pessoa(habitante), chamava-se António, e por ser muito preocupada com o bem dos outros passou-se a chamar S.António.Certa manhã, o Santo António fartou-se e decidiu ir dar um sermão aos habitantes daquela aldeia fascinante.A população da aldeia, comentava:

-Aquele homem, não pode ver nada de mal, reclama logo.

Então não é que quando a população comentava, chegou e começou a mandar um sermão.Mas os habitantes não o queriam naquela aldeia.

Santo António foi dar um belo passeio pela praia. Onde comentou, o seguinte:

-Se os homens não me querem ouvir, talvez o mar queira.

E...de repente o mar começou a agitar-se e os peixes cada vez mais a aproximarem-se. Primeiro falou das coisas boas. E depois podiam voar, mas queimavam as suas asas. Ou menos no mar estavam seguros disso. Mas os peixinhos eram comidos pelos peixes e os peixes pelos peixões. Havia um peixe especial. Tinha quatro olhos. Dois para olhar para o céu brilhante e outros dois para ver o mar. E foi assim que se passou esta história fantástica e extraordinária

.

Cristiana Tomás EB1 de Almalaguês 4ºano/ 2010/2/4

Era uma vez um senhor santo que se chamava António que num dia de nuvens cinzentas, com cara de que ia chover, andava a passear à beira-mar. Ninguém daquela terra queria ouvir António e por isso pensou:

-Se ninguém me quer ouvir pregar nesta terra se calhar os peixes querem! E de seguida António muito orgulhoso chamou os peixes pensando que queriam ouvi-lo. E nesse instante as ondas a começaram a aproximar-se e o mar começou a aquecer e finalmente apareceram os peixes que ficaram parados, de olhos bem abertos e fora de água. Depois de isso tudo começou a falar:

-Vou começar por contar as boas : em primeiro lugar vou dizer que vocês foram os primeiros animais a serem criados mesmos antes das aves e até mesmo antes do próprio homem. Em segundo lugar vou-vos dizer que quando aconteceu o dilúvio só sobreviveram 2 animais de cada espécie, o macho e a fêmea assim como Noé e os seus amigos, e os peixes sobreviveram também sem serem guardados na arca de Noé e sobreviveram todos porque o dilúvio foi um castigo aos homens provocado pelas águas do mar. E agora vêm as más notícias: é que os peixes maiores comem os mais pequenos, como por exemplo o polvo que esconde-se no fundo do mar e que come milhares de peixes por dia e isso não está correcto. E assim acaba esta história ou melhor dizendo o sermão aos peixes.

Francisco José/4ºano